Missa solene abre os festejos alusivos aos cem anos de história da Igreja Matriz

Era abril de 1913. Em meio a um período de turbulências políticas e sociais, que um ano depois provocariam o início da 1ª Guerra Mundial, e de uma República Brasileira que ainda carecia de uma maior solidez, em torno de 115 moradores iniciavam uma das obras mais imponentes do município. De forma voluntária, pedra por pedra, a Igreja Matriz São Francisco Xavier começava a se tornar realidade para, mais tarde, se transformar num ícone do município.


Na época, a edificação de um prédio com um espaço mais amplo e confortável para acolher os fiéis havia se tornado uma necessidade premente. Tanto a primeira capela-escola construída entre 1880 e 1881, quanto a segunda capela inaugurada em 1899 estavam pequenas para receber o público. Em algumas ocasiões, mais da metade dos religiosos tinha de prestigiar as celebrações de missas ou devoções dominicais do lado de fora devido à falta de espaço.


Foi então que a comunidade resolveu unir esforços em torno de uma obra que representaria um verdadeiro porto-seguro contra os males que assolavam o país naquele momento. Tanto foi assim que em 1909, no dia de Natal, os moradores João Simonis, João Franz, José Franz e Guilherme Schneider (bisavô) resolveram doar 650 mil réis para auxiliar na construção da igreja. E se passaram longos meses de trabalho até o dia da inauguração. Enfim, o 1º de outubro de 1916 entrava para a história de Santa Clara do Sul.


Para comemorar a data, neste sábado, dia 12, ocorre uma missa solene que marca a abertura da programação alusiva aos cem anos da Igreja Matriz, que serão completados em 2016. A celebração começa às 18h, com a presença do bispo Dom Canísio Klaus, que ministrará o sacramento da Crisma e renovará o compromisso dos ministros. No fim da celebração, um ato oficial dará início às festividades do centenário.


De acordo com o padre Zeno Graef, a ideia é expor um pouco da história da igreja em cada celebração que for realizada até outubro de 2016, data do centenário. Ele ressalta que o prédio é um dos mais antigos dos vales do Taquari e Rio Pardo, além de ter um estilo arquitetônico avançado para a época.


Lauro Anschau, 89 anos, fala com orgulho do período em que o templo foi erguido pela comunidade. O seu avô, Rainoldo Goergen, esteve entre os 115 moradores que, de forma voluntária, se dedicaram à edificação do prédio. “A obra também contou com dois construtores da Alemanha, que cuidaram da questão técnica do prédio”. Anschau salienta que seu avô era responsável por carregar as pedras usadas para construir a base da estrutura. “Tudo era transportado de carroça”, destaca o aposentado, que faz questão de difundir a história da igreja, uma das mais belas da região.


Igreja São Francisco Xavier em números


Obra iniciada em abril de 1913;


Inauguração foi em 1º de outubro de 1916;


115 moradores trabalharam de forma voluntária;


2 construtores da Alemanha ajudaram na obra;


Área total de 759 metros quadrados.


Foto Rafael Simonis



O avô de Lauro Anschau (foto), Rainoldo Goergen, foi um dos voluntários que auxiliaram na construção do prédio

Foto Divulgação



Foto da igreja tirada no ano de inauguração, em 1916. À esquerda aparece o cemitério e à direita, o primeiro salão de baile

0 visualização

Secretaria de Saúde

Assistência Social:

Conselho Tutelar

Fiscalização (Sanitário)

Departamento de Obras

Conselho Tutelar (Alternativo)

Plantão da água (Vivo)

Departamento da Agricultura

Ambulância

Plantão de máquina (Vivo)

Plantão da água (Claro)

Secretaria da Educação

Ambulância (Alternativo)

Plantão de máquina (Claro)

Fiscalização (Geral)

Prefeitura de Santa Clara do Sul

Fone: (51) 3782-2250

Avenida Emancipação, n° 615, Centro Santa Clara do Sul - RS

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon