Governo conclui projeto para construção do Parque Temático da Revolução Federalista

Atualizado: Abr 24

O prefeito de Santa Clara do Sul, Paulo Kohlrausch, recebeu nessa quinta-feira, dia 22, o projeto arquitetônico do Parque Temático da Revolução Federalista. O intuito é valorizar a história e homenagear os 50 colonos santa-clarenses e demais famílias que venceram os maragatos na fatídica batalha de 28 de maio de 1895.

Construído pela empresa Lagom Estúdio de Arquitetura, cujas proprietárias são a santa-clarense Djulia Marder e a sócia Ângela Priscila De Gásperi , o projeto visa revitalizar o atual espaço em alusão ao combate vitorioso e oportunizar um local mais amplo e bem estruturado que permita o acesso ao conhecimento e valorização da história local. O projeto está orçado em mais de R$ 1 milhão.


Além de um marco em homenagem ao combate vitorioso, o prefeito destaca que o Parque Temático é uma das obras que integram o Plano de Turismo do município, que visa desenvolver a economia local e gerar mais emprego e renda à comunidade. “Assim como no prédio da antiga fumageira, que foi comprada pelo município e será transformada num Centro de Eventos e de Agrotecnologia, queremos valorizar a história e materializar a luta dos antepassados em defesa do nosso município”, destaca.

O Parque Temático contará com a narrativa da Revolução Federalista e do combate vitorioso dos colonos santa-clarense contra os maragatos. Também terá um espaço para a realização de eventos de pequeno e médio porte ao ar livre, amplo estacionamento, espaço de convivência social, área de contemplação da paisagem urbana da cidade, espaço ecumênico, acessibilidade e todo um trabalho de paisagismo e sustentabilidade.

O que compõe o Parque Temático

● Área de marcos históricos: que apresenta a narrativa do combate vitorioso de 28 de maio de 1895 em Santa Clara do Sul, homenageando os 50 colonos santa-clarenses participantes. Apresentando também o contexto nacional, que é a Revolução Federalista de 1893- 1895;

● Espaço de convivência social: contendo mobiliário urbano. O mesmo pode ser utilizado para instalação de mobiliário itinerante em eventos, por se tratar de uma área pavimentada;

● Área de contemplação da paisagem urbana da cidade: contando com uma organização do tipo arquibancada, para acomodação dos usuários diários e também a utilização do mesmo espaço para eventos e apresentações;

● Espaço ecumênico composto de uma edificação aberta coberta com mobiliário. Esta edificação abriga 4 banheiros, sendo dois PNE;

● Paisagismo com delimitação de espaços e vegetação ao longo de todo o parque;

● Caminhos e rampas segundo as normas de acessibilidade;

● Mobiliário urbano, como: banco, mesa, lixeira, parqueamento de bicicletas, bebedouro, elementos de iluminação, guardas e corrimãos;

● Área de estacionamento junto à rua pública, prevendo 30 vagas;

● Área de estacionamento de veículos no parque: 11 vagas mais 2 vagas para portadores de necessidades especiais.


Prefeito Paulo Kohlrausch recebeu o projeto arquitetônico do Parque Temático nessa quinta-feira

31 visualizações0 comentário