Governo assina convênio para levantamento de dados municipais

Atualizado: 11 de Dez de 2020

Traçar um panorama de Santa Clara do Sul que possibilite a implantação de políticas públicas ainda mais assertivas e alinhadas às necessidades locais. É com este objetivo que o prefeito Paulo Kohlrausch assinou um convênio inédito no município na tarde dessa quarta-feira, dia 9.


O trabalho ficará a cargo do Instituto Brasileiro de Bioeconomia (INBBIO), que será responsável pelo levantamento, processamento de dados e elaboração de relatórios técnicos sobre as características demográficas, ambientais e socioeconômicas do município.


Segundo o prefeito, a partir das informações coletadas, a administração municipal passará a ter um amplo banco de dados que permitirá decisões mais ágeis e eficazes, principalmente para a implantação do Plano de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo do município. “Queremos ter dados atualizados sobre todo o território de Santa Clara do Sul para que possamos prestar serviços públicos cada vez melhores à população e definir as prioridades locais”, frisa.


O presidente do INBBIO, Omar Inácio Benedetti, ressalta que o panorama municipal possibilitará detectar as características e potencialidades de todo o território de Santa Clara do Sul, adequando as ações públicas conforme as necessidades que forem identificadas.


De acordo com o coordenador do projeto, Heinrich Hasenack, a partir do levantamento os cidadãos santa-clarenses também conhecerão melhor as características do município, como o solo, o clima, o relevo, a quantidade de moradores por localidades, além do que é produzido em Santa Clara do Sul.


O secretário municipal de Infraestrutura, Fabrício Renner, enaltece a importância deste trabalho como ferramenta de desenvolvimento das áreas urbana e rural do município. “Também servirá como base para outros projetos a serem realizados futuramente, como o Plano de Tratamento das Águas Pluviais, Saneamento Básico e Água Potável, visando um crescimento sustentável e equilibrado de Santa Clara do Sul”, enfatiza o secretário.


O levantamento terá quatro meses de duração e trará informações sobre a densidade demográfica e ocupação territorial, mapa dos arroios e fontes de abastecimento de água, divisão territorial, malha viária (estradas principais e secundárias), mapa do município com a delimitação das comunidades, mapa do uso da terra (solo e água), além de demarcar as áreas de proteção ambiental.


Foto Rafael Simonis

Convênio entre município e Instituto Brasileiro de Bioeconomia foi assinado na tarde dessa quarta

188 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo