Feira do Livro atrai mais de 3,5 mil pessoas

Atrações culturais e artísticas marcam evento, que teve lançamento de livro e jornal


O olhar atento em meio às 15 mil obras literárias expostas pela Livraria Armazém no Clube Centro de Reservistas simbolizava o quanto aquele momento era importante para Adolfo Rambo, 10 anos. Ao lado da mãe, o estudante folheava as páginas com o ímpeto de quem é sabedor do significado da leitura para a vida pessoal e profissional. Mais do que ampliar o acervo bibliográfico, estava decidido a aproveitar os benefícios do livro. “A gente fica mais esperto, criativo, inteligente e curioso”, sentenciou o morador do centro da cidade, que chega a ler seis a sete obras por semana.


Adolfo foi um dos mais de 3,5 mil leitores que participaram da 13ª Feira do Livro e 6ª Mostra Pedagógica realizada na semana passada, dias 9, 10 e 11. O tema foi “Leitura: a bola da vez” e a patronesse, Léia Cassol, que é escritora de literatura infanto-juvenil e contadora de histórias. Entre as atrações também estiveram as palestras dos escritores Sérgio Napp e Angélica Rizzi, apresentação de peças teatrais, jogos educativos, show de talentos locais, apresentações musicais e o 4º Concurso de Declamação e Criação de Poesias.


Na abertura do evento, a responsável pela 3ª Coordenadoria Regional da Educação, Marisa Bastos, ressaltou a importância da leitura no dia a dia das pessoas. Segundo ela, apesar do avanço da tecnologia dentro e fora da sala de aula, nada substitui o livro. Na sequência, o prefeito Fabiano Immich anunciou a inauguração da escola municipal de Ensino Fundamental e Turno Integral para setembro. Ainda enalteceu a implantação de turno integral nas escolas do interior, o que possibilita que os alunos sejam atendidos em horário extracurricular.


O secretário municipal de Educação, Cultura e Desporto, Gilmar Hermes, apresentou o jornal Santa Clara Mais Leitor. A publicação semestral tem oito páginas, todas coloridas, e divulga as principais ações das escolas e investimentos municipais feitos no setor. No total são quatro mil exemplares, dos quais três mil foram encartados no jornal A Hora do Vale e mil distribuídos aos estudantes e comunidade local.



Também foi destaque o lançamento do segundo livro elaborado pela secretaria, que é relacionado à literatura infantil e conta a história do município, desde a chegada dos imigrantes até os dias de hoje. Intitulado de “Aventura na Cidade das Flores”, a publicação tem 16 páginas compostas por fatos históricos descritos numa linguagem acessível às crianças. São mil exemplares que ampliarão o conhecimento da comunidade sobre o desenvolvimento de Santa Clara do Sul. Gilmar ainda elogiou a Câmara de Vereadores por ter repassado R$ 10 mil à secretaria para a compra de dez mil obras literárias a serem expostas na biblioteca municipal.



Biblioteca itinerante e mostra pedagógica


A edição deste ano contou com uma biblioteca instalada dentro de um ônibus que ofereceu em torno de 500 opções de livros para venda.  Em paralelo à feira ocorreu a mostra pedagógica que envolveu cinco municípios do G8 – Santa Clara do Sul, Marques de Souza, Progresso, Canudos do Vale e Cruzeiro do Sul – que participam do programa de formação de professores realizado na Faculdade La Salle, em Estrela. Na oportunidade, cada cidade mostrou o conteúdo desenvolvido com os estudantes a partir da capacitação que tratou da relação entre família e escola.



Declamação e Criação de Poesias


O coordenador do Departamento Municipal de Cultura, Leandro Braun, divulgou os vencedores do 4º Concurso de Declamação e Criação de Poesias, que é realizado dentro do programa Santa Clara Mais Leitor. O projeto visa à leitura correta e à interpretação de textos, de modo que instigue o senso crítico da população.


Os vencedores foram Josias Ritter Matthes, da Escola Frei Henrique de Coimbra; Leandro Buch, da Escola Willibaldo Both; Alice Aline Christmann, da Escola Willibaldo Both; Gabriela Dick, da Escola Frei Henrique de Coimbra; Daiane Luiza Mallmann, da Escola Estadual Santa Clara; Cristiane Ciosmann, da Escola Estadual Santa Clara e Sônia Maria Castillo Persch. Cada um recebeu como prêmio um vale de R$ 30 para compra de livros durante a feira.



Fotos Rafael Simonis



Crianças, adolescentes e adultos se divertiram com as apresentações artísticas e culturais que marcaram a feira

Estande da Livraria Armazém, que expôs 15 mil livros, esteve movimentado nos três dias de evento

Espetáculo teatral “Quando Chegar a Hora” retratou os malefícios das drogas nos ambientes familiar e escolar

Escolas municipais expuseram material produzido dentro do programa “Escola e Família de Mãos Dadas”

Além de Santa Clara do Sul, alunos de outros municípios que integram o G8 fizeram apresentações artísticas

Estudantes do município anfitrião mostraram toda a sua habilidade na dança e na coreografia

Palestra com o escritor Sérgio Napp, que tem 25 livros publicados, encerrou a feira com chave de ouro

Lançamento do jornal Santa Clara Mais Leitor e do segundo livro da Secretaria da Educação chamou a atenção do público

Atores do município explanaram a história do município, desde a chegada dos imigrantes até os dias de hoje

A patronesse Léia Cassol arrancou gargalhas e aplausos do público pelo estilo divertido de contar histórias

Dezenas de alunos de várias idades se envolveram nas apresentações artísticas e culturais

Espetáculo teatral “Tio Gordo e a Carta Misteriosa” agitou o público infantil na quinta-feira

Integrantes da Banda Som e Energia, de Santa Clara do Sul, entoaram várias canções de sucesso


4 visualizações0 comentário