Executivo adere ao protesto da Famurs e não atende nesta sexta-feira

A exemplo das demais cidades da região e do estado, Santa Clara do Sul aderiu à mobilização organizada pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) para esta sexta-feira, dia 25, por conta da crise financeira que atinge administrações de todo o país.


Dessa forma, as repartições municipais não atendem ao público nesse dia (haverá expediente interno), exceto a Unidade Básica de Saúde, as escolas municipais e os serviços de limpeza urbana, que funcionam normalmente.


O objetivo é chamar a atenção das autoridades de outras esferas de governo, bem como toda a sociedade, a respeito do momento econômico instável e da necessidade do repasse dos recursos para o custeio de programas e investimentos em obras e serviços. Mais de 400 prefeituras do estado já confirmaram participação no protesto.


Em Santa Clara do Sul passa de R$ 1 milhão o valor que o Executivo tem a receber do estado e da União. Apesar da falta de repasse de verbas, o município tem mantido os programas e serviços à população. Para tanto, cortou gastos em combustível, energia elétrica, telefonia e outras áreas, além de rever alguns contratos e ter adiado a realização da SantaFlor, que estava prevista para este mês.




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo