Curadoria qualificará a Santa Flor 2019

A quarta edição da Santa Flor, que neste ano ocorre de 19 a 22 de setembro, terá uma novidade importante no modelo de planejamento das ações. De maneira inédita, a feira receberá o auxílio de uma curadoria com a finalidade de debater, organizar e avaliar a programação, sobretudo questões relacionadas à sustentabilidade, produção orgânica, negócios e foco regional.

Esse formato inovador foi apresentado à comissão organizadora recentemente, no auditório do Centro Administrativo. O encontro teve a participação das integrantes da curadoria, que terá o desafio de avaliar e sugerir atividades sob um aspecto mais regionalizado e em sintonia com o conceito da feira, que terá enfoque especial nas flores, na sustentabilidade e na agroecologia.

A curadoria será composta pela presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat), Cíntia Agostini; pela gerente regional do Sebrae Lajeado, Liane Klein e pela gerente do Escritório de Relações com o Mercado da Univates e mestranda em Sistemas Ambientais Sustentáveis, Cristiani Reimers.

De acordo com o prefeito Paulo Kohlrausch, o objetivo é aproveitar a experiência e o conhecimento das curadoras nas áreas em que atuam para fortalecer ainda mais a Santa Flor, trazendo uma visão profissionalizada e com um aspecto mais regional. “Esse olhar de fora, de pessoas qualificadas tecnicamente, nos ajudará a construir um evento sólido e que atenda aos anseios do público”.

Kohlrausch ressalta que a feira deste ano evidenciará a importância de produzir e consumir alimentos saudáveis, livres de agrotóxicos, e de implementar medidas que promovam a sustentabilidade e o cuidado com a natureza, sempre visando à inovação. “A Santa Flor será um espaço de referência para debater a agroecologia”, frisa.


O que dizem os curadores


“O convite para participar da curadoria da Santa Flor é muito importante para o Codevat. Afinal, o que está por trás das nossas ações é sempre o desenvolvimento do Vale do Taquari. Queremos contribuir com a melhor formatação do evento. Temas como sustentabilidade, desenvolvimento, educação e inovação, que permeiam a feira deste ano, são extremamente relevantes. E por isso, é importante que o Codevat possa aprender e contribuir com a organização do evento”.

Cíntia Agostini, presidente do Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat)


“Nós, da Univates, estamos projetando uma série de ações para a Santa Flor a partir do Programa de Mestrado em Sistemas Ambientais, como palestras, oficinas, workshops e até mesmo algumas vivências na natureza direcionadas a crianças, idosos e público em geral. É muito importante usarmos a tecnologia a nosso favor, como é o caso do controle biológico de ácaros, tanto nas flores quanto nos produtos orgânicos. A ideia é que a gente participe da feira de forma intensa, trazendo tudo o que há de novo na área da agroecologia”.

Cristiani Reimers, gerente do Escritório de Relações com o Mercado da Univates e mestranda em Sistemas Ambientais Sustentáveis


“Para nós, do Sebrae, é uma honra participar da curadoria da Santa Flor. Entendemos que o sucesso de um evento depende desse planejamento anterior, tendo cuidado com a ornamentação da cidade, preocupação com a sustentabilidade do município e da feira e a viabilidade para os expositores terem o melhor espaço para venderem seus produtos. Por meio das suas expertises, o Sebrae contribuirá com o evento, que tem esse cunho regional. Trabalhar a questão da sustentabilidade é importante para todas as cidades. Santa Clara do Sul está puxando esse tema, que terá um enfoque especial na feira, e com certeza mobilizará toda a região”.

Liane Klein, gerente regional do Sebrae Lajeado

Novo formato de organização do evento foi apresentado recentemente à comissão organizadora

52 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo