Conferência define metas na área da saúde

A 4ª Conferência Municipal da Saúde reuniu mais de 50 pessoas semana passada, no auditório do Centro Administrativo, com o objetivo de definir o rumo da saúde do município para os próximos quatro anos. O tema foi “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar Bem das Pessoas: Direito do Povo Brasileiro”. No estado, o evento ocorrerá em setembro.


Coordenada pelo Conselho Municipal da Saúde, a conferência aprovou propostas em níveis municipal, estadual e federal. A comunidade escolheu quatro eixos a serem trabalhados: Direito à Saúde – Garantia de Acesso à Atenção de Qualidade; Valorização do Trabalho na Educação em Saúde; Financiamento do Sistema Único de Saúde e a Relação Público-Privada; Ciência, Tecnologia e Inovação do Sistema Único de Saúde.


A secretária municipal da Saúde, Iara Kohlrausch, também apresentou as atividades realizadas no setor no atual governo, além de todo o crescimento, tanto estrutural como de serviços. Um dos assuntos debatidos foi a falta de repasse de recursos por parte dos governos estadual e federal, o que tem levado o Executivo a arcar despesas que não seriam de sua competência.


Propostas aprovadas


Nível municipal


- Ampliar e melhorar a prevenção à saúde na rede básica por meio de campanhas e palestras educativas;


- Buscar estratégias de prevenção com oficinas, introduzindo o uso de plantas medicinais;

- Ampliar as aulas de atividades físicas, incluindo o interior;


- Oferecer educação continuada aos profissionais da saúde para uso de novas tecnologias (medicamentos, exames, e-SUS);


- Promover reuniões mensais da equipe multidisciplinar;


- Implementar o Plano de Carreira para os trabalhadores da Secretaria de Saúde do município, objetivando o aperfeiçoamento técnico;


- Classificar a prioridade no atendimento dos pacientes de acordo com o grau de risco, conforme preconizam os protocolos do Ministério da Saúde.


Nível estadual


- Garantir o repasse financeiro regular aos municípios, referente aos programas desenvolvidos;


- Cumprir a Lei Complementar nº 141/2012, aplicando os 12% de arrecadação de impostos em saúde;


- Ampliar e melhorar o acesso a exames e consultas especializadas, bem como referências para encaminhamento de pacientes;


- Fortalecer os hospitais regionais, ampliando as referências e evitando, assim, o deslocamento dos pacientes para hospitais de Porto Alegre;


- Melhorar a comunicação da rede de atendimento (prestadores de serviço devem fornecer a contra referência do paciente).


Nível federal


- Garantir o repasse regular ao município;


- Aprimorar a Lei nº 141/2012, implantando 10% da arrecadação de impostos da União em saúde;


- Implantar programas com flexibilidade, conforme a realidade dos municípios, bem como a continuidade aos programas implantados;


- Garantir acesso à saúde com responsabilização e vínculo, tendo continuidade em rede (referência e contra referência);


- Acabar com a gratuidade do sistema;


- Criar Lei Federal que implemente no país um Plano de Carreira para os trabalhadores em saúde das Unidades Básicas, em todos os níveis de escolaridade;


- Implementar a profissão de cuidador de Idosos;


- Garantir atendimento universal a qualquer cidadão em casos de emergência;


- Ampliar o número de medicamentos de alto custo (especiais e especializados) por meio da Política Nacional de Assistência Farmacêutica;


- Ampliar o acesso às tecnologias de promoção, diagnóstico, tratamento e recuperação;


- Ampliar a capacidade de produção dos laboratórios oficiais para suprimento do SUS (vacinas e medicamentos).


Fotos Vianei Wille




Mais de 50 pessoas participaram da conferência realizada semana passada, no Centro Administrativo



7 visualizações

Secretaria de Saúde

Assistência Social:

Conselho Tutelar

Fiscalização (Sanitário)

Departamento de Obras

Conselho Tutelar (Alternativo)

Plantão da água (Vivo)

Departamento da Agricultura

Ambulância

Plantão de máquina (Vivo)

Plantão da água (Claro)

Secretaria da Educação

Ambulância (Alternativo)

Plantão de máquina (Claro)

Fiscalização (Geral)

Prefeitura de Santa Clara do Sul

Fone: (51) 3782-2250

Avenida Emancipação, n° 615, Centro

Santa Clara do Sul - RS

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon